sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Use-se

Vira-e-mexe escutamos histórias de amor onde um dos envolvidos foi usado. Inconformados por sentirem-se descartáveis como objetos sem valor. Mas que valor? Todo mundo usa todo mundo o tempo todo, seja para conseguir o que quer ou para passar o tempo. Cá aqui com os meus botões percebi que sempre que somos usados, alguma espécie de consentimento a gente deu. E por experiência própria vos digo que quando somos muito usados é porque pouco uso estamos fazendo de nós mesmo.

Use-se. Reconheça a si próprio como uma fonte de prazer. Cante sem medo de errar a letra, dance sem medo de estar fora do ritmo, diga o que pensas mesmo que ninguém concorde com isso. Abra uma coca-cola bem gelada e uma vez no ano, pelo menos, coma uma barra de chocolate sozinho. Sorria sem medo de mostrar os dentes - mas cuide deles. Não negligencie a sua vontade.

Use-se para subir na vida. Use sua simpatia para convencer os outros e os seus neurônios para todo o resto. Use esse coração que teima em pedir férias não remuneradas do amor, por medo de sofrer. Use-o, ora bolas! Não fique protegendo-se de frustrações só porque o seu grande amor da semana passada não deu certo.

Use-se para conseguir um picolé de graça, para fazer novos amigos, use seus ouvidos para ouvir boa música e os olhos para ver além da casca. Use-se muito, todos os dias. Se você não o fizer, algum engraçadinho o fará.


(Adaptação do texto de Martha Medeiros)

11 comentários:

Pedro disse...

Concordo com você: é melhor usar-se do que ser usado. Texto excepcional!

Marcos disse...

Tão minha vida... tão minha vida.

livia disse...

concordo muito com o use-se sempre.
mas discordo quanto ao usado, não penso que somos usados assim, por simplesmente sermos usados. acredito na troca. de algum modo você esteve com a pessoa a fim de saciar uma vontade sua, de vê-la, de ama-la, de qualquer coisa..
a diferença é que uma pessoas tem o ponto de saturação mais perto que outras. o que penso..

Thomaz disse...

"Cá aqui" é meio cacofônico, nun axa não?
cuidado pra não usar demais e acabar quebrando!

(hoje tentei que só entrar aqui sem sucesso. Quando fui ver o erro: "meiofugidIa" porque isso? Seu nome é egidia?)

julio de castro disse...

usar-se antes que outros te usem dá a impressão de que se é útil o tempo todo pra todo mundo. graças a mim, há dias em que não sou assim. há dias em que meu celular não toca. não sou um meio para um fim qualquer. pq não devo deixar que outro - ou eu mesmo - faça isso comigo.

gostei do seu blog, moça. volteri aqui mais vezes. abraço.

Jana disse...

porque no fundo, todo mundo usa todo mundo...

beijos

Cadinho RoCo disse...

Prefiro manter distinção entre usar e viver. Por isso mesmo trato sempre de procurar entender sentido que dão às palavras para que delas não venha eu a fazer uso indevido da compreensão que sempre procuro manter alinhada ao querer bem.
Cadinho RoCo

taliiita disse...

É uma boa, se é pra ser usado que seja por alguém de confiança: nós mesmos! Uma pena que não seja tão simples. Incrível capacidade do ser humano de complicar coisas descomplicadas!

E eu preciso dizer de novo que eu adorei esse blog. :)

as peças que encenamos e aquelas que nos encerram disse...

primeiro:
obrigada pela visita.
também escrevo muito sobre isso: "partir" adoro conjulgar esse verbo!
adorei o que escreveu e como terminou:apartada.
apartar tá ai um verbo que se casa com o partir.
:P

segundo:
gostei daqui e também me indentifiquei com teus escritos.(já foi favoritado!)
Use-se
Encene-se
Aplauda-se
Cante-se
Escreva-se
Absorva-se

:)

então parto daqui.
mas estou sempre por lá.
e estarei por cá também.


ana.

julio de castro disse...

não valem mais que mil palavras, moça. só são um pouco mais abertas a múltiplas interpretações. e isso é muito divertido. pode ver isso na postagem "semiótica dos contos de fadas: branca de neve e os meios frios", do dia 13.08.07

tudo muito divertido. e pouco útil.

Leilinha disse...

Lenitaa, lindo seu blog.
Como que eu faço pra ter o seu na minha listinha?
Ainda to aprendendo a mexer.
Beijao linda.
Saudades..
Leilinha!

(HeilaneDiogo) ;*